Evidências epidemiológicas para a tomada de decisão em saúde

jun 30, 2017 by bruno in  Sem categoria

A análise das evidências epidemiológicas é fundamental para a tomada de decisão em saúde. Isto ficou muito claro durante a apresentação dos trabalhos da Mesa Redonda 2 da 15° Expoepi, que reuniu Jarbas Barbosa, diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Carlos Castillo Salgado, do Hospital John Hopkins (Estados Unidos) e Karina Cássia Ribeiro, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O diretor-presidente da Anvisa citou decisão recente do Congresso Nacional que liberou o uso de medicamentos emagrecedores desconsiderando as evidências epidemiológicas que apontavam para o risco à saúde representado por essas drogas. “Nesse caso, os deputados ouviram apenas a opinião de especialistas, sem considerar as evidências científicas”, disse Barbosa.

Ele também chamou a atenção para o fato de algumas instituições não levarem em conta a gravidade do risco na hora de definir ações. “É muito mais importante, do ponto de vista da evidência epidemiológica, fazer uma fiscalização em uma unidade hospitalar do que atuar em um supermercado”, destacou.

O médico do Hospital John Hopkins, por sua vez, trouxe um interessante exemplo de evidência epidemiológica para a tomada de decisão ocorrido na instituição. A Suprema Corte dos Estados Unidos pediu informações ao hospital sobre como é feita a tomada de decisão baseada em evidências epidemiológicas para definir pela continuidade ou não do programa de saúde Obama Care. Nesse caso, a Corte decidiu pela manutenção da ação.

Já a pesquisadora Karina Cássia Ribeiro apresentou o programa de vigilância do câncer implementado no estado de São Paulo no ano 2000, e do qual participam 76 instituições de saúde, para falar sobre a importância da análise das informações para a construção de políticas públicas de saúde.

Faça logo sua inscrição para a Expoepi, pois as vagas estão acabando

jun 14, 2017

A 15ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi) está se aproximando e os interessados devem fazer a sua inscrição o quanto antes, pois as vagas estão acabando. As inscrições podem ser feitas pelo site do evento, www.15expoepi.com.br.
Devido a grande procura as vagas para as oficinas que acontecem no dia 27, pré-congresso, já estão encerradas.  Este ano a Expoepi tem início no dia 28 de junho e vai até o dia 30, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Expoepi será em junho e premiará três modalidades de iniciativas

mar 30, 2017

A 15ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (15ª Expoepi), promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (SVS/MS), volta em 2017 para prestigiar mais uma vez os trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS).  A 15ª Expoepi acontecerá entre os dias 27 e 30 de junho, em Brasília, e será a oportunidade para os trabalhadores e gestores do SUS trocarem informações e experiências para o aprimoramento das ações de vigilância em saúde.

Preservativo feminino como alternativa de prevenção ao HIV, às IST e às hepatites virais

jun 28, 2017

Discutir estratégias para o fortalecimento da oferta e da utilização da camisinha para mulheres como forma de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV/aids e hepatites virais foi o objetivo da oficina “Preservativo feminino e sua importância no âmbito da Prevenção Combinada”, no primeiro dia da 15ª Expoepi, na terça-feira (27). Coordenada pela consultora da Coordenação de Prevenção e Articulação Social do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (CPAS/DIAHV) Elisiane Pasini, a oficina contou com 60 participantes entre profissionais de saúde e representantes de secretarias municipais e estaduais de saúde do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Tocantins, Paraiba, São Paulo, Pernambuco e Distrito Federal.